Artigos
PERÍCIA NAS PRÓTESES DE SILICONE E A CHAMADA
30.12.19
Dr. Fernando Esbérard Perícias Médicas

PERÍCIA NAS PRÓTESES DE SILICONE E A CHAMADA "SÍNDROME ASIA"

Em 1945, após a Segunda Guerra Mundial, as prostitutas no Japão começaram a injetar silicone industrial líquido em seus seios para “melhor atender aos gostos dos soldados americanos” que ainda ocupavam o país. Embora inicialmente obtivessem sucesso em alterar a forma da mama, o silicone frequentemente fazia o tecido mamário apodrecer e também surgir tumores. Os médicos se referiam a essa condição como “silicone podre” (“silicone rot”). (Zheng, 2020)

Em 1963, Thomas Dillon Cronin e Frank Judson Gerow, em colaboração com a Dow Corning Corporation, introduziram o uso de implantes de gel de silicone para a mamoplastia de aumento. Na década de 90, o escândalo das próteses de silicone explodiu quando foi descoberto que a empresa omitia os verdadeiros resultados sobre os problemas e malefícios de suas próteses de silicone. (Singer, 2004)

Em 1964, Miyoshi já relatava a ocorrência de doença do tecido conjuntivo em pacientes submetidas a mamoplastia de aumento. (Miyoshi et al., 1964)

As pacientes com implantes mamários de silicone podem ter sintomas semelhantes, mas não necessariamente idênticos. Esses distúrbios já foram descritos de várias maneiras: “doença adjuvante humana”, “artropatia crônica do silicone” (Sergent et al., 1993). Os termos “siliconose” e “síndrome do implante de silicone” (silicone implant syndrome, ou SIMS) já foram utilizados para descrever a síndrome clínica associada a pacientes que receberam gel de silicone nas formas líquida ou encapsulada. (Borenstein, 1994)

A "siliconose" inclui dores no corpo, fadiga anormal, cognição prejudicada, depressão, olhos secos, boca seca, anormalidades da pele, parestesias, glândulas axilares inchadas e doloridas, febre inexplicável, queda de cabelo, dor de cabeça e rigidez matinal nas mamas. (Shoenfeld e Agmon-Levin, 2011)

O que conhecemos atualmente pelo nome de “síndrome ASIA” - Síndrome autoimune/inflamatória induzida por adjuvantes (Autoimmune/Inflammatory Syndrome Induced by Adjuvants) foi proposto pelos médicos israelenses Yehuda Shoenfeld e Nancy Agmon-Levin, por isso é também conhecida como “síndrome de Shoenfeld”. O silicone era anteriormente considerado um material inerte mas, como outros fatores adjuvantes, é capaz de induzir fenômenos do tipo autoimune, denominados desde o início dos anos 1990 como “a doença adjuvante”. (Shoenfeld e Agmon-Levin, 2011)

A “síndrome ASIA” inclui quatro condições que compartilham semelhanças clínicas e patogênicas: a siliconose, a síndrome Miofasceíte Macrofágica (macrophagic myofasciitis syndrome - MMF), a síndrome da Guerra do Golfo (Gulf war syndrome - GWS) e a síndrome pós-vacinação. (Shoenfeld e Agmon-Levin, 2011)

A “síndrome de incompatibilidade de implante de silicone” (silicone implant incompatibility syndrome - SIIS) é diagnosticada na presença de sintomas ou sinais de alergia ao silicone, contratura capsular e/ou manifestações sistêmicas como fadiga crônica, artralgia, mialgias, astenia e/ou febre. (Cohen e Kappel, 2013)

Existems critérios sugeridos para o diagnóstico da “síndrome ÁSIA”. (Shoenfeld e Agmon-Levin, 2011) Para o diagnóstico, são necessários dois critérios maiores ou um critério maior e dois menores. (Colaris et al., 2017)

Critérios maiores:

  • Exposição a estímulos externos antes das manifestações clínicas (silicone, infecção, vacina, outros adjuvantes);
  • Manifestações clínicas 'típicas':

- Mialgia (dor muscular), miosite (inflamação muscular) ou fraqueza muscular;

- Artralgia (dor articular) e/ou artrite (inflamação articular);

- Fadiga crônica, sono não revigorante ou distúrbios do sono;

- Manifestações neurológicas (especialmente associadas à desmielinização);

- Comprometimento cognitivo (funções psicológicas), perda de memória;

- Pirexia (estado febril), boca seca.

  • A remoção do agente induz melhoria;
  • Biópsia típica de órgãos envolvidos;

Critérios Menores:

  • Aparecimento de autoanticorpos ou anticorpos direcionados ao adjuvante suspeito;
  • Outras manifestações clínicas (por exemplo, intestino irritável)
  • HLA específico (ou seja, HLA DRB1, HLA DQB1)
  • Evolução de uma doença autoimune (ou seja, Esclerose Múltipla, Esclerose Sistêmica).

Outras doenças associadas à Síndrome ASIA podem incluir: (Perricone e Shoenfeld, 2019)

Manifestações neurológicas: encefalomielite aguda disseminada, síndrome de Guillain-Barré, esclerose múltipla, narcolepsia, mielite transversa, polirradiculopatia inflamatória, perda de memória, neuropatia periférica, epilepsia, doença vascular cerebral

Doenças reumáticas bem definidas: lúpus eritematoso sistêmico, artrite reumatóide, doença mista do tecido conjuntivo, síndrome de Sjogren, dermatomiosite, esclerose sistêmica, arterite de células gigantes, poliarterite nodosa, miopatia inflamatória, doença de Still, doença de Kawasaki, vasculite cutânea grave de pequenos vasos, fibromialgia, artrite psoriática

Manifestações gastroenterológicas: doença inflamatória intestinal, cirrose biliar primária, hepatite autoimune, síndrome antifosfolipídeo, colite ulcerativa, doença de Crohn, pancreatite

Manifestações endócrinas: tireoidite de Hashimoto, tireoidite subaguda, insuficiência ovariana primária

Manifestações hematológicas: anemia hemolítica, trombocitopenia autoimune, pseudolinfoma, linfoma

Manifestações renais: doença renal crônica

Manifestações psiquiátricas: depressão, transtorno obsessivo-compulsivo, transtornos do sono

Manifestações cardíacas: taquicardia postural ortostática, miocardite, pericardite

Outros: sarcoidose, síndrome sicca (boca e olhos secos), angioedema

Outras manifestações associadas à síndrome ASIA podem ainda incluir: cistite recorrente, infecções recorrentes do trato respiratório, síndrome do intestino irritável, livedo reticular, alergias fenômeno de Raynaud. E ainda: suores noturnos, dor de cabeça, tonturas, ardência nos olhos, problemas dermatológicos, erupções cutâneas, alopecia (queda de cabelo), fotossensibilidade (sensibilidade à luz solar), úlceras orais (aftas), palpitações, dispneia (falta de ar), dor de garganta e rouquidão, sintomas gastrointestinais, refluxo, disfagia, diarreia, angioedema e dor no ombro, formigamento, parestesia, letargia. (Colaris et al., 2017)

Referências:

Borenstein D. Siliconosis: a spectrum of illness. Semin Arthritis Rheum. 1994 Aug;24(1 Suppl 1):1-7. doi: 10.1016/0049-0172(94)90102-3. PMID: 7801133.

Cohen Tervaert JW, Kappel RM. Silicone implant incompatibility syndrome (SIIS): a frequent cause of ASIA (Shoenfeld's syndrome). Immunol Res. 2013 Jul;56(2-3):293-8. doi: 10.1007/s12026-013-8401-3. PMID: 23576058.

Colaris M.J.L., de Boer M., van der Hulst R.R., Cohen Tervaert J.W. Two hundreds cases of ASIA syndrome following silicone implants: a comparative study of 30 years and a review of current literature. Immunol Res. 2017 Feb;65(1):120-128.

Miyoshi K, Miyaoki T, Kobayashi Y, et al: Hypergammaglobulinemia by prolonged adjuvanicity in man: disorders developed after augmentation mammoplasty. Jpn Med J 2 122:9-14, 1964

Perricone, C., Shoenfeld, Y. (2019) Mosaic of Autoimmunity: The Novel Factors of Autoimmune Diseases.; 1st ed., London: Academic Press.

Sergent JS, Fuchs H, Johnson JS: Silicone implants and rheumatic diseases, in Kelley WN, Harris ED Jr, Ruddy S, Sledge CB, (eds): Textbook of Rheumatology (Update 4). Philadelphia, PA, Saunders, 1993

Shoenfeld Y, Agmon-Levin N. 'ASIA' - autoimmune/inflammatory syndrome induced by adjuvants. J Autoimmun. 2011 Feb;36(1):4-8.

Singer, A. (2004) Business Ethics: Dow Corning Breast Implant Scandal. Brainmass. Reprinted from the May/June 1994 issue of Ethikos. [Online] [Acceso em 06 de junho de 2021] https://brainmass.com/business/business-philosophy-and-ethics/business-ethics-dow-corning-breast-implant-scandal-371211

Zheng, M. (2020) The Development of Silicone Breast Implants for Use in Breast Augmentation Surgeries in the United States. The Embryo Project Encyclopedia. [Online] [Acceso em 06 de junho de 2021] https://embryo.asu.edu/pages/development-silicone-breast-implants-use-breast-augmentation-surgeries-united-states

Autorizada a reprodução total ou parcial deste artigo, desde que citada a fonte como referência, da seguinte maneira:

FONTE: www.fernandoesberard.com

Comente essa publicação

FALE CONOSCO